A Família no Amor-Exigentinho

O princípio norteador do mês de janeiro, no Amor-Exigentinho Fátima e  Sede, foi “Raizes Culturais”. O foco dass atividade foi a Família, onde dois princípios básicos foram trabalhados: “os problemas das famílias têm raízes na estruturação atual da sociedade” e “os problemas das crianças têm raízes na estruturação atual da sociedade”.

O AE é baseado em 12 princípios básicos, abordados mensalmente durante o ano. O princípio deste mês foi a fonte da reflexão acerca das nossas origens familiares e sociais e dos valores agregados a elas. Ele caracteriza-se por ser identificador, já que todos nós construímos a nossa identidade a partir dos exemplos, valores e das visões-de-mundo que fazem parte da nossa família e da comunidade em que vivemos.

O objetivo da atividade, trabalhando o tema “Raízes Culturais: Família”, era o de incentivar as crianças a organizar suas emoções na construção de seus sentimentos de sua história e identidade.

Muitas atividades foram realizadas com as crianças para que elas se enturmassem com o tema, e assim aprendessem junto com ele. Vídeos e histórias foram transmitidos a elas.  Além de diversas outras atividades práticas, relacionadas ao tema. A confecção de um cartaz onde elas mostravam de acordo com a sua visão os diversos tipos de família, por exemplo, desenvolve nas crianças a capacidade de observação, de compreensão das diferenças sociais entre grupos sociais.

Anúncios

Relatório dos Projetos – Janeiro

No último mês, os projetos Amor-Exigentinho Sede e Fátima e do Fazendo Rir aconteceram normalmente. Devido ao recesso da ONG e também as férias escolares, os projetos Turma do Chiquinho, Clubinho de Línguas e Saúde em ação não são desenvolvidos nos meses de janeiro e fevereiro.

No AE Fátima, aconteceram quatro encontros no mês de janeiro, tradicionalmente nas quartas-feiras. O objetivo das atividades foi trabalhar o princípio do mês – Raízes Culturais. Assim, as crianças fizeram atividades como desenhos da família, conversa sobre as diferenças de uma família para outra e conscientização em relação ao seu nome. Através do princípio, voluntários e crianças exploraram também as diferenças culturais em diversas regiões do Brasil.

Com o mesmo princípio, o AE Sede teve atividades voltadas à construção da árvore genealógica, à ligação entre pais e filhos, discussão sobre diferenças e semelhanças nas famílias. Também foram realizadas, durante os quatro encontros do mês, atividades mais práticas como colagens, confecção de cartazes e escrita de cartas para ser entregue na Fazenda (local onde ficam familiares das crianças que estão em tratamento). No último encontro do mês, além dos voluntários habituais, as crianças receberam a visita de uma intercambista da Argentina.

Na foto foto, a intercambista Luciana e Alexandre, voluntário administrativo que visitou o projeto na última terça-feira

Na foto foto, a intercambista Luciana e Alexandre, voluntário administrativo que visitou o projeto na última terça-feira

3

Cartas que foram entregues na Fazenda

No Fazendo Rir, os encontros aconteceram, como sempre, na Ala Pediátrica do HUSM. Voluntários e crianças brincaram com os jogos tradicionais como quebra-cabeça, jogo da memória e super trunfo. Quando as crianças não puderam ir até a brinquedoteca, os voluntários levaram as brincadeiras até o leito. Os encontros tiveram uma média de 5 crianças e número variado de voluntários, conforme a disponibilidade.

4_fR

Crianças brincaram na Ala Pediátrica do HUSM

Festa Junina nos AEs

Essa semana os AEs, Amor-Exigentinho Sede e Amor-Exigentinho Fátima, comemoraram suas festas juninas. Crianças e voluntários aproveitaram a data e foram vestidos a caráter: quem não foi de casa, recebeu as pinturas no próprio Projeto.

Na terça-feira, dia 25, o AE Sede fez a festa com pipoca, quentão de suco de uva, carapinha, pé-de-moleque e bolos diversos. As crianças participaram da pescaria e ganharam prêmios. Pra completar a diversão, os pequenos e os voluntários dançaram uma coreografia  muito animada, fazendo a dança com tecidos.

AEs2 AEs1 AEs3

No AE Fátima, a festa foi na quarta-feira, 26. Também teve lanche típico e brincadeiras. Crianças e voluntários dançaram a quadrilha e os pequenos participaram de uma pescaria. Dando continuidade ao princípio do comportamento, as crianças aproveitaram a fogueira e jogaram nela os comportamentos ruins e deixaram na base os bons.

AEf1 AEf2 AEf3